24.2.08

Não dá para entender, mesmo.


Ele chegou em casa, ligou o computador, acendeu a luz, largou a mochila, abriu a janela, deu uma olhada se o pc estava iniciando normalmente, foi ao banheiro, saiu, tirou o tênis, a jaqueta e sentou-se na velha cadeira do flerte. Ué, o msn não estava conectado, ao lado do ícone, o X na conexão decretava "O cabo de rede local não está conectado".
Cabrummm! A noite dele acabava de ser derrubada, mas calma, calma, "alguém deve ter puxado os cabos, só pode, nham, vejamos...tudo ok, shit".
As mãos do jovem tremiam, eram os sinais da abstinência, a falta de conexão com exterior começava a se mostrar perigosa. O mancebo estava de fato alterado, não mais via alternativas, não havia o que fazer e, num instante a noite ficou nublada, os contatos não estavam online, obviamente isso tinha explicação, a temência pela segurança de seus amigos estava evidente. O que estaria acontecendo no mundo nesse momento? Por via das dúvidas ele pegou o celular e ligou pra casa:
- Mãe, mãe, oi, tá tudo bem? (...) Por nada não, só liguei pra ter notícias mesmo, alguma novidade? (...) ah, então tá, vou..vou...vou fazer umas coisas aqui, um beijo, boa noite.
Sabendo que estava tudo bem em casa pelo menos, ele se deitou em seu sofá cama e dormiu, muito bem por sinal, como a anos não dormia.
(...)
O dia seguinte amanheceu bonito, a conexão havia retornado, a tarde foi tranquila, a noite passou rapidamente e na madrugada os inexplicáveis problemas com a falta de sono voltaram à tona.
Vai entender né.

3 comentários:

o tal do yaco disse...

Olha, parece que essa internet veio pra ficar mesmo heim.

N. disse...

Gosto de perder o sono lendo esse negócio aqui.

seraine disse...

Engraçado que fiquei um bom tempo sem visitar seu blog pq meu pc morreu.
Acredite. Há vida depois disso.