20.7.06

3 Marias

DIA DE MARIA
- Bela noite pra uma terça-feira não ? Diz Richard à moça que está ali ao seu lado, estirada na relva, numa posição quase VETRUVIANA.
- Sim, isso parece coisa de filme né ?! Ficar olhando pro céu, sem pensar em nada.
Neste instante o rapaz se cala, engole a seco os pensamentos mais sórdidos em relação a moça. Pensa em algo neutro a ser dito e profetiza:
- Ah, é, é ótimo poder ficar sem pensar em nada ...
(...)
O silêncio predomina no espaço, aqueles instantes pareciam tenebrosos ao ver de Richard, ele sabia que um segundo falho seria o suficiente para que todo seu planejamento básico de uma "noite bem sucedida" fosse por terra. Após concluir esta bela linha de raciocínio, o rapaz viu-se numa situação decisiva. Precisava falar, "Mas o que Jesus?"
27 segundos já haviam se passado e nada. A moça já havia até murmurado um "aiai".
Richard pensou: "Meu Deus, ela está tentando manter o papo e eu não faço nada".
39 segundos do mais virgem dos silêncios...
46 ...
Até que surpreendentemente Rebeca resolve agir.
- Richard, você vê aquilo ? Diz apontando para região Noroeste do céu.
O Rapaz apenas concorda com a cabeça.
- São as 3 Marias, - diz a moça - conhece elas ?
- Já ouvi falar - Comenta o rapaz, com um tom de ignorância de dar pena.
- Repare bem, 3 estrelas próximas entre si, de mesmo brilho, e alinhadas. Elas são chamadas Três Marias como eu disse, e formam o cinturão da constelação de Órion, o caçador. Seus nomes são Mintaka, Alnilan e Alnitaka (nomezinho complicado né?). A constelação tem a forma de um quadrilátero com as Três Marias no centro. O vértice nordeste do quadrilátero é formado pela estrela avermelhada Betelgeuse, que marca o ombro direito do caçador. O vértice sudoeste do quadrilátero é formado pela estrela azulada Rigel, que marca o pé esquerdo de Órion. Estas são as estrelas mais brilhantes da constelação, interessante né?
Richard, boquiaberto com o tal linguajar da moça, congela. Todos seus movimentos foram anulados. Já Rebeca, perplexa por perceber o tamanho do desnível cultural entre eles (!), tenta auxiliar o rapaz, trocando de assunto. Faz até comentários sobre o clima e pergunta que tipo de som ele curte mesmo. Mas o rapaz paralisado - tal qual o chaves quando tem piripaque - permanece imóvel, com a boca semi-aberta e com um sorriso amarelo estampado no rosto.
Enfim...
Rebeca repara no horário, recolhe seus pertences e parte sem dizer Adeus.
O que restou a Richard foi mascar os seus 2 últimos Trident de menta sozinho, e observar toda cidade do alto, com um meio-sorriso estampado e sem conseguir entender por que a moça se fez de difícil.
Nota do autor: Richard, na dúvida procure um local com som alto aonde diálogos sejam totalmente desnecessários ou no planejamento estratégico, inclua pesquisas temáticas no google, por exemplo: estrelas; 3 marias.

Um comentário:

Belle disse...

Perfeito! Hihi!